Quem foi Moisés?.

Após a morte de José, as doze tribos de Israel, formadas pelos Hebreus, descendentes dos doze filhos de Jacob, ficaram desprotegidas e sem ninguém que os guiasse, sendo reduzidos a escravos. Achando que os Hebreus se tinham tornado muito numerosos, o Faraó, mandou matar todos os recém-nascidos israelitas do sexo masculino. Uma mulher da tribo de Levi que tinha acabado de dar à luz um menino, e na tentativa de o salvar da morte, abandonou-o numa cesta nas águas do Nilo. A filha do Faraó, banhava-se no rio um pouco mais abaixo e quando viu o bebé na cesta, disse às criadas que deveria ser um menino israelita, mandando-as procurar uma mulher para cuidar dele. Apresentou-se então à princesa, a mãe do menino abandonado, a quem lhe foi pedido para criar o menino, pois a princesa não sabia com quem estava a falar. A princesa chamou-lhe Moisés – “Salvo das águas”. Criado pela própria mãe, mais tarde, foi confiado à princesa que o educou no palácio real como se fosse um príncipe. Ao crescer, Moisés, apercebeu-se da difícil situação dos israelitas, e um dia ao ver um soldado maltratar um escravo hebreu, enfureceu-se e matou-o. Teve de fugir e foi parar a uma terra longínqua no deserto. Deus, falou-lhe, e disse-lhe para conduzir o seu povo preferido ( o povo israelita ), para fora do Egipto, para Canaã. Mandou-o falar com o Faraó, e se este não concordasse com a saída do povo israelita, Deus, faria prodígios acontecerem. Moisés, regressou ao Egipto e pediu ao Faraó a liberdade para o seu povo, mas este não o quis ouvir. O Senhor, zangado, lançou sobre o Egipto dez terríveis pragas.


O que motiva um homem a revelar seus segredos? Pode existir segredos pessoais no relacionamento com Deus? Moisés, o único profeta que conheceu Deus “face a face”, ensina um caminho único na principal obra do Antigo Testamento, o Pentateuco. Conhece-la é essêncial para quem deseja reviver a experiência desse homem de Deus.

Um debate sobre autoridade e submissão



A igreja passa hoje por duas crises extremas e antagônicas relacionadas à autoridade e à obediência. No que lembra um cabo de guerra, muitos defensores ou detentores da autoridade exigem obediência cega, mas encontram resistência forte na outra ponta por parte de pessoas que, por uma série de fatores, não conseguem encontrar descanso ou alegria neste tipo de governo.

Ainda assim, inúmeros líderes maduros e respeitados no Brasil e no exterior, continuam a acreditar e aplicar o princípio de autoridade em suas vidas e na dos discípulos. Estão certos de que se às vezes não é tão bom viver debaixo de autoridade, pior seria tentar viver a vida cristã sem o que chamam de "cobertura espiritual".


"No mundo, na sociedade, em todos os organismos e instituições há autoridade e submissão. Mas quando chegamos à igreja encontramos muita oposição. Aparecem pessoas dizendo que não, que somos todos iguais... O fato é que ainda que haja mau uso da autoridade isto não a anula" , afirma Jorge Himitian, pastor e escritor argentino.


Christian Romo, pastor chileno, concorda com Himitian e acrescenta: "A autoridade vem de Deus. Ele é a autoridade por excelência. E assim como o governo de Deus é eterno sua autoridade também o é". A autoridade de Deus é absoluta, lembra Christian Romo. E acrescenta que não está falando de uma autoridade militarista, mas de um pai relacionando-se com sua família. "É bem diferente de um ditador".


A dificuldade que alguns apresentam em relação a submeter-se à autoridade está relacionada à sua própria dificuldade, acredita Christian Romo. Ele está seguro que muitos não reconhecem a autoridade porque têm um problema em seu coração.


Veja alguns pensamentos e conceitos a respeito de autoridade e submissão defendidos por Jorge Himitian (Buenos Aires), Christian Romo (Concepción) e pelos pastores brasileiros Jan Gottfridsson (Porto Alegre, RS), Ademir Ifanger (Valinhos, SP), Abílio Chagas (Bauru, SP) Rubens de Oliveira (Piracicaba, SP) e Sérgio Franco (RJ).


Jorge Himitian

Quando o Senhor nos visitou com o Espírito Santo na Argentina, em 1967, fomos levados a enfatizar primeiramente o batismo no Espírito Santo. Mas no segundo ano, 1968, à medida em que estudávamos a Bíblia, outros temas mexeram conosco. Destes, os principais foram o evangelho do reino e o discipulado. E, dentro destes dois temas, vimos que era fundamental compreender o assunto de autoridade e submissão, sobretudo porque a ênfase do que Deus nos falava era que Jesus é o Senhor. E como Senhor, ele é quem manda e nós, como servos, o obedecemos.


Então nós, os pastores e discipuladores, começamos a buscar na Palavra de Deus os princípios de autoridade e submissão. Para começar, procuramos nos abrir a estes temas, porque muita vezes vemos assuntos como esses com preconceito.


Compreendemos na Palavra que o Senhor estabeleceu na igreja diferentes ministérios. Aprendemos então que ministério significa serviço, mas para exercê-lo é preciso ter autoridade -a autoridade que vem de Deus.


É impossível edificar uma vida se ela não estiver debaixo de autoridade. Para se edificar as vidas é necessário que haja na igreja autoridade espiritual e submissão. Paulo, sendo apóstolo, tinha autoridade sobre outros ministérios, com instruções específicas a eles. Quando havia um fornicário na igreja, mandava que expulsassem o tal, em nome de Jesus.


A igreja tem diferentes funções e diferentes níveis de autoridade e submissão. O pai é autoridade sobre os filhos para o bem dos filhos. Assim também deve ser na igreja.

O uso da autoridade tem, entretanto, seus perigos. Pedro alerta sobre isso na sua primeira carta, capítulo 5. Disse aos presbíteros que apascentassem o rebanho não como dominadores, mas como exemplo.


Descobrimos na Argentina que quando alguns abusos de autoridade acontecem, em geral é porque a pessoa está fazendo a sua vontade e não a Deus.


Christian Romo

Paulo diz que não há autoridade que não proceda de Deus. Portanto, nenhum de nós tem autoridade própria. Toda autoridade é delegada: como marido, pai, chefe, patrão. A autoridade é reconhecida, não imposta. Quando é imposta, cria-se uma situação esquisita, incoerente.


Mas quando Deus levanta alguém ali há um sentido espiritual claro. Porque com a autoridade vem a graça e o dom e isto faz com que esta autoridade não seja pesada.


A autoridade que Jesus possuía era abrangente. Ele tinha autoridade pelo que era. Não há verdadeira autoridade sem coerência de vida.


A autoridade não está no tom de voz, se falamos alto, se batemos na mesa. Mas é reflexo da vida de Cristo em nós.


Jesus disse: "Os governantes se assenhoreiam uns dos outros, mas entre vós não será assim. Antes, o que quer ser maior que sirva". O princípio sempre foi o serviço.


Estamos em uma sociedade cada vez mais resistente à autoridade. Cada vez mais é difícil para o mundo ouvir a palavra do reino, porque acham que o relativismo domina o pensamento. Não temos que recuar diante do pensamento do mundo. A autoridade de Deus continua a ser absoluta e será para sempre.


Submissão é uma bênção. É sinônimo de proteção. Submissão é uma atitude. Obediência é um ato. Você obedece porque tem uma atitude. Temos entendido durante estes anos todos que enquanto estivermos submissos uns aos outros vamos estar protegidos e o Senhor tem nos livrado de perigos. Não temos andado como um cavaleiro solitário. Todo o que anda sozinho corre perigo.



Jan Gottfridsson

No final da década de 80 e início de 90, tivemos experiências difíceis em Porto Alegre em relação a alguns abusos da parte dos discipuladores. Mas isto acabou transformado em bênção para a igreja porque nos levou a buscar a Deus para que ele corrigisse nosso percurso.


Em razão dos muitos erros que havíamos cometidos, tivemos a tentação de jogar tudo fora, jogar a banheira com água suja e a criança juntos. Muitos acabam fazendo isso, com medo de passar dos limites, jogam tudo fora. Mas não fizemos assim. Não temos liberdade de ir ou não ir. Jogar fora todo princípio de autoridade gera anarquia. É tão perigoso quanto o outro extremo.


Ademir Ifanger

Ainda que o perigo do abuso da autoridade seja real, o da falta dela também é um problema que merece reflexão. Se não houver autoridade os princípios da obediência, submissão e cooperação são anulados.



Por outro lado, é papel da autoridade também incentivar, mobilizar, fazer a articulação dos relacionamentos e ações para que todos cheguemos à maturidade descrita em Efésios 4:13. A vida da igreja precisa ser de cooperação vinculada (Efésios 4:15-16).



Abílio Chagas

Há muitos abusos. Um deles é falar o que Deus não falou. A pessoa diz Deus falou, você percebe que Deus não falou, mas obedece por causa da autoridade. Isso causa um estrago terrível na vida da pessoa e da igreja.



A submissão à autoridade é espontânea. É importante saber a diferença entre obediência, que é relativa, e submissão, que é absoluta.



Desobediência é conduta. Rebeldia é princípio de Satanás. A rebeldia de Satanás foi expressa nessa competição com a autoridade. A insubmissão é o pecado que leva aos demais.



Rubens de Oliveira

Precisamos entender a diferença entre autoridade constituída e a autoridade de fato. Não podemos apenas ostentar a autoridade terrena. Precisamos de autoridade espiritual. E isso só encontramos em Deus, no contato vivo com ele.


Submissão é uma missão de apoio. Para que a igreja desenvolva sua missão os membros precisam se submeter uns aos outros.


Sérgio Franco

A verdadeira autoridade é a que vem de Deus. Existem elementos que estabelecem a autoridade espiritual. Nem todo mundo que tem autoridade espiritual está incluído na religião. Precisamos estar atentos para discernir isto e não nos fecharmos a uma palavra autorizada de Deus apenas porque ela não está vindo do que acreditamos serem os canais competentes para isso. João Batista não chegou pregando pelos canais competentes da época e era a palavra de autoridade para aquele tempo.


Homens devem ser reconhecidos não por habilidades mas pelo testemunho. Infelizmente há homens que estão em autoridade mas sem poder. São coisas que infelizmente comprometem toda a igreja.

Jorge Himitian

Os exageros no exercício da autoridade verificados no auge do movimento de discipulado levaram os líderes argentinos limitar o uso da autoridade por parte dos discipuladores.


Ensinamos que os líderes maduros e experientes devem corrigir e vigiar seus outros líderes para que o discípulo não seja manipulado pelo discipulador. Ensinamos ainda que qualquer irmão tem acesso a qualquer pastor na comunidade - não há hierarquia. Afinal, somos todos irmãos.


por Luiz Montanini e Ezequiel Netto

Deus criou

Mensagem do Ev Romão

Ferrari vs. Lamborghini

Arqueólogos encontram mina que pode ter sido do Rei Salomão



Em uma descoberta apontada como uma das mais importantes da arqueologia bíblica dos últimos anos, uma vasta região de minas de cobre no atual Sul da Jordânia foi apontada como a possível área dos lendários reinados de Davi e, posteriormente, de seu filho Salomão. O novo estudo, coordenado pela Universidade da Califórnia em San Diego, nos EUA, e pela Amigos da Arqueologia, da Jordânia, foi publicado esta semana na revista da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

Liderado por Thomas Levy e Mohammed Najjar, um grupo internacional de arqueólogos escavou um antigo centro de produção de cobre em Khirbat en-Nahas, a mais de seis metros de profundidade em meio a ruínas e metal fundido. A escavação, realizada ao longo de 2006, resgatou artefatos que foram datados a partir de modernas tecnologias de radiocarbono, reposicionando o apogeu da produção em Khirbat en-Nahas no século X a.C - o que corresponde à narrativa bíblica dos reinados de Davi e Salomão. Até então, as datações mais aceitas para a área eram de três séculos à frente.

Na história bíblica e nas lendas que se seguiram as minas seriam de ouro. Mas, ainda assim, os especialistas acreditam que, pela primeira vez, tem indícios concretos e uma datação compatível para levantar a verdadeira história dos reinos de Davi e Salomão.

A pesquisa também documenta atividade metalúrgica intensa no sítio ao longo do século IX a.C, o que também poderia embasar arqueologicamente a história dos edomitas como é relatado na Bíblia. Khirbat en-Nahas, ou ruínas de cobre em árabe, fica nas terras baixas da árida e desolada região do Mar Morto - uma área apontada pelo Antigo Testamento como a do reino de Edom, tradicionais adversários de Israel.

Impacto ambiental será estudado Por anos, pesquisadores questionaram se os edomitas seriam suficientemente organizados nesse período, entre os séculos X e IX a.C, a ponto de realmente serem considerados um reino e uma ameaça a Israel. Datações anteriores e menos precisas davam margem para tais questionamentos.

Mas agora, segundo Levy, diretor do Laboratório de Arqueologia da universidade americana, "com a escavação sistemática do sítio e as novas datações dos mais antigos estratos da área, temos indícios de que sociedades complexas eram ativas entre os séculos X e IX a.C".

DOR E E SOFRIMENTO DE UM POVO


A dor que em mim mora
não é o mal no meu corpo
carne destinada à terra húmida
última guardiã do sofrimento

pois esse já fiz oferenda
ao mais Homem de todos os Homens
mumificado pela injustiça humana
que estrangula o nosso ser

a dor que em mim mora
é a que vi em Bissau
é a que viveram na travessia para Dakar
é a que viveram na travessia para Cabo Verde
é a que vejo no corpo dos outros


Dificuldade dos povos


Seis meses depois em Mianmar...
Seis meses depois em Mianmar...

No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
-----------------------------------------------------------------------
Testemunho e louvor

Traumas Emocionais


A reengenharia da alma não destrói a liberdade
humana. Quando nos santificamos, nossa vontade passa a ter
atributos da natureza de Cristo e como resultado temos uma
nova visão, novos ideais e períodos mais longos de desprazer
para com o pecado.
Essa reengenharia também não cria uma maturidade
instantânea, mas possibilita imediatamente níveis crescentes
de amadurecimento, através da santificação, numa magnitude
inigualável.

Toronto Airport Christian






0 Comentário ruim ? Bom comentário ?

*Take Jesus' Advice,I tell you the truth, ANYONE who has Faith in Me WILL DO what I have been Doing!

He will Do EVEN GREATER Things than THESE, because I am going to the Father!And I WILL DO whatever you ask in my Name,so that the Son may bring GLORY to the Father!

You May Ask Me for ANYTHING in my Name,and I WILL do it!I will ask the Father,and He will give YOU Another Counselor to be with you FOREVER The Spirit of Truth!But you know Him,for He Lives with you and WILL BE IN YOU.John 14;-)


''QUAL A SUA OPNIÃO SOBRE ESTES EVENTOS"_____COMENTE:
____________________________________________________________________
NAVE JAPONESA REVELA IMAGENES DEL SOL

O Sol é uma bomba de Hidrogênio.

4 átomos de Hidrogênio se unem para formar 1 átomo de Hélio que pesa um pouco menos que os 4 átomos de hidrogenio somados. O peso restante é que vira luz, calor e outras formas de radiação.
____________________________________________________________________
Choque entre buracos negros

De acordo com a teoria da relatividade de Einstein, a gravidade causa deformações no espaço. Quando dois buracos negros gigantes colidem e se fundem, a matemática prevê que o espaço ao redor deve tremer como gelatina, à medida que as ondas gravitacionais se propagam a partir da catástrofe com a velocidade da luz.
Simulações de computador anteriores nunca funcionaram adequadamente. As equações eram complexas demais. Mas os cientistas do Centro de Vôo Espacial Goddard da Nasa encontraram um meio de traduzir a matemática para os computadores.


Monte SINAI


As bandas de rock mais assustadoras


O que faz você tremer de medo e ter pesadelos? Para muitos, algumas bandas de rock são apenas bregas, mas boa parte delas faz questão de serem assustadoras.

O heavy metal tem inclusive uma vertente, o black metal, que é sombrio, agressivo e incorpora em suas letras temas como o satanismo. E não é de brincadeira, não. Muitas dessas bandas cultuam mesmo o demônio, o diabo, ou seja lá que nome cada um dá ao lado negro da força.

Envolvidos pelo espírito do Halloween, nós fizemos uma lista com as dez bandas mais assustadoras de todos os tempos. Confira!

» Veja a galeria de fotos

1. Burzum
Esta banda de black metal da Noruega não assusta não só pelas letras satânicas e pelo visual dos integrantes, já que a história do grupo é muito mais assustadora do que tudo isso junto. O fundador do grupo, Varg Vikernes, foi preso após matar a facadas um colega de banda por "diferenças ideológicas". A banda queria continuar escrevendo sobre satã, ele queria fazer letras sobre a cultura viking para engrandecer a raça nórdica. Simples assim... o Burzum ainda tem fãs e, por isso, Varg Vikernes prometeu continuar seu nobre projeto assim que saísse da cadeia. Medo.

2. Venom
É a banda precursora do black metal - o mesmo estilo do viking assassino da banda anterior -, só por isso eles já metem medo em muita gente. As letras falam basicamente do mal, do demônio, de mortes e tudo de mais perverso que você imaginar.

3. Rob Zombie
Hoje, o fundador da banda White Zombie já não mete medo em mais ninguém, mas até 1998 seu visual assustava até o nosso saudoso Zé do Caixão. Diferente dos colegas metaleiros já citados, o Rob Zombie não cultua o demônio, apesar de fazer críticas ao cristianismo em suas músicas. Ele é apenas um entusiasta de filmes de terror, sendo inclusive diretor, e que leva isso a sério demais...

4. Mercyful Fate
Os fãs que nos perdoem, mas o Mercyful Fate é uma espécie de Kiss vindo direto do inferno. A pintura que cobre o rosto do vocalista King Diamond - conhecida como corpse paint (algo como pintura de cadáver) -, e as letras satânicas assustam, mas nem tanto.

5. Dimmu Borgir
Esta é mais uma das bandas do estilo black metal, a diferença é que ela é uma das mais populares do gênero atualmente. O Dimmu Borgir é um clichê do estilo: muito corpse paint, roupas pretas, braceletes de espetos, pentagramas e letras satânicas. Uma coisa merece destaque: o vocalista Shagrath costuma carregar no pescoço uma cruz - que ele usa invertida, claro - com a imagem de Jesus de gesso. Isso deve ser pesado...

6. Canibal Corpse
Se falar do mal já não assusta mais ninguém nesta altura da lista, é porque você não conhece o Canibal Corpse. É de longe uma das bandas que tem as capas de CDs mais assustadoras e nojentas. Para se ter uma idéia, todos os discos da banda trazem o selo de "Parental Advisory", um selo criado pela indústria musical americana para indicar conteúdo ofensivo.

7. Slipknot
Em termos musicais, o Slipknot já não mete medo em mais ninguém com refrões como "Se você é 555, eu sou 666", mas o visual... Cada um dos integrantes da banda usa uma máscara horrenda que, segundo eles próprios, representam uma espécie de alter-ego de cada um. Os clipes também são sombrios o suficiente para deixar os mais desavisados com arrepios.

8. Lordi
Essa é uma banda de fanfarrões, mas você não gostaria de encontrá-los quando estivesse sozinho em uma rua escura. Cada membro da banda é um personagem de filme de terror. A banda inclusive particiou de um filme lá na Finlândia, com uma versão adulta e uma mais amena, para os fãs adolescentes.

9. The Misfits
Eles não são demoníacos, tocam punk rock e não heavy metal, mas parece que saíram direto de um filme de terror B. O estilo dos Misfits fez escola entre as bandas que gostam de fantasias de Halloween.

10. Black Sabbath
Esta referência é mais uma homenagem. A banda é considerada a precursora do heavy metal e deixou muitos pais de cabelo em pé ao abordar temas obscuros na década de 70. O visual dos músicos não assusta - tirando o cabelo do guitarrista Tommy Iommi -, mas sem dúvida é a banda responsável por difundir o lado sombrio do rock.

Pastores conservadores com igrejas minúsculas


Motivos pelos quais pastores conservadores costumam ter igrejas minúsculas

Sei que há exceções, mas elas não são muitas. A regra é que, aqui no Brasil, pastores e pregadores mais conservadores e reformados pastoreiam igrejas pequenas, entre 80 a 150 membros. Esse fato é notório e não poucas vezes tem sido usado como crítica contra a doutrina reformada. Se ela é bíblica, boa e correta, porque os seus defensores não conseguem convencer as pessoas disso? Por que suas igrejas são pouco freqüentadas, não têm envolvimento missionário, não evangelizam, não crescem e têm poucos jovens?

Como eu disse, há exceções. Conheço igrejas reformadas que são dinâmicas, crescentes, grandes, evangelizadoras e missionárias. Conheço também outras menores, que crescem não pelo aumento do número de membros na sede, mas pela plantação de outras igrejas. Quando eu digo "igrejas minúsculas" refiro-me não somente ao tamanho, mas à visão, ao envolvimento na evangelização e missões e à diferença que fazem. Tenho em mente as igrejas que se arrastam na rotina de seus trabalhos, ensaios e cultos há dezenas de anos, sempre do mesmo tamanho diminuto, sem que gente nova chegue para fazer a diferença.

Consciente de que há igrejas reformadas grandes e crescentes, mas também consciente das muitas pequenas que não crescem faz muito tempo, em nenhum sentido, eu faria os seguintes comentários nesse post, que bem poderia ser intitulado de "Navalha na Carne":

1. Infelizmente, ao rejeitar a idéia de que em termos de crescimento de igrejas os números não dizem tudo, muitos de nós, reformados, nos esquecemos de que eles, todavia, dizem alguma coisa. Podemos aceitar que está tudo bem e tudo certo com uma igreja local que cresceu apenas 1% nos últimos anos, crescimento em muito inferior ao crescimento da população brasileira e do crescimento de outras igrejas evangélicas? Especialmente em se tratando de uma igreja em um país onde os evangélicos não são perseguidos pelo Estado e as oportunidades estão escancaradas diante de nós?

2. Igualmente infeliz é a postura de justificar o tamanho minúsculo com o argumento da soberania de Deus. É evidente que, como reformado, creio que é Deus quem dá o crescimento. Creio, também, que antes de colocar a culpa em Deus, nós, pastores reformados, deveríamos fazer algumas perguntas básicas: nossa igreja está bem localizada? O culto é acolhedor e convidativo? A igreja tem desenvolvido esforços consistentes e freqüentes para ganhar novos membros? A pregação tem como objetivo direto converter pecadores? A pregação é inteligível para algum descrente que por acaso esteja ali? Os membros da igreja estão possuídos de espírito evangelístico? Existe oração na igreja em favor da conversão de pecadores e crescimento do número de membros? Creio que muitos pastores reformados colocam cedo demais a responsabilidade do tamanho de suas igrejas em Deus, antes de fazer o dever de casa.

3. É triste perceber que, em muitos casos, a soberania de Deus é usada como desculpa para não se fazer absolutamente nada em termos de esforço consciente para ganhar pessoas para Cristo. Que motivos Deus teria para querer que as igrejas reformadas fossem pequenas e que os anos se passem sem que novos membros sejam adicionados pelo batismo? Que motivos secretos levariam o Deus que nos mandou pregar o Evangelho a todo o mundo impedir que as igrejas locais reformadas cresçam em um país livre, onde a pregação é feita em todo lugar e onde outras igrejas evangélicas estão crescendo vertiginosamente? Penso que o problema da naniquice não está em Deus, mas em nós. Ai de nós, porque além de não crescermos, ainda culpamos a Deus por isso!

4. É verdade que muitas igrejas evangélicas crescem usando estratégias e metodologias questionáveis. Especialmente aquelas da teologia da prosperidade, que atraem as pessoas com promessas de bênçãos materiais e curas que não podem cumprir. Todavia, criticar o tamanho dessas igrejas e apontar seus erros teológicos e metodológicos não nos justifica por termos igrejas minúsculas. O que nos impede de termos igrejas grandes usando os métodos certos?

5. O problema com muitos de nós, pastores conservadores e reformados, é que não estamos abertos para mudanças e adaptações, nos cultos, nas atitudes e posturas, por menores que sejam, que poderiam dar uma cara mais simpática à igreja. Ser simpático, acolhedor, convidativo, atraente, interessante não é pecado e nem vai contra as confissões reformadas e a tradição puritana. Igrejas sisudas com cultos enfadonhos nunca foram o ideal reformado de igreja. Pastores reformados deveriam estar pensando em como fazer sua igreja crescer, em vez de se resignarem e racionalizarem em suas mentes que ter uma igreja pequena é OK.

6. Os crentes fiéis que estão nas igrejas já por muitos e muitos anos também precisam de alimento e pastoreio. Que Deus me livre de desprezá-los. Sei que Deus pode chamar alguém para o ministério de consolar e confortar crentes antigos durante anos a fio, igreja pequena após igreja pequena. Mas vejo essa vocação como apenas uma pequena parte do ministério pastoral, quase uma exceção. O que me assusta é ver que essa exceção tem se tornado praticamente a regra no arraial conservador e reformado. Será que Deus predestinou as igrejas conservadoras e reformadas para serem doutrinariamente corretas mas minúsculas, e as outras para crescerem apesar da teologia e metodologia erradas? Será que ele não tem vocacionado os conservadores para serem ganhadores de almas, evangelistas, plantadores de igrejas e expansores do Reino? Será que a vocação padrão do pastor conservador é de ministrar a igrejas minúsculas ano após ano, sem nunca conhecer períodos de refrigério e grande crescimento no número de membros? Será que quando um pastor, que era um evangelista ardente, se torna reformado, sempre vai virar teólogo e professor?

7. O que mais me assusta é que tem pastores reformados que se orgulham de ter igrejas nanicas! "Muitos são chamados e poucos escolhidos", recitam com satisfação. Orgulham-se de serem do movimento do "esvaziamento bíblico", em vez do "avivamento bíblico"! Dizem: "os verdadeiros crentes são poucos. Prefiro uma igreja pequena de qualidade do que uma enorme cheia de gente interesseira e superficial". Bom, se eu tivesse que escolher entre as duas coisas talvez preferisse a pequena mesmo. Mas, por que tem que ser uma escolha? Não podemos ter igrejas reformadas cheias de gente que está ali pelos motivos certos? Eu sei que a qualidade sempre diminui a quantidade, mas será que tanto assim?

8. Nós, pastores reformados em geral, temos a tendência de considerar a sã doutrina o foco mais importante da vida da Igreja. Portanto, muitos de nós passam seu ministério inteiro doutrinando e redoutrinando seu povo nos pontos fundamentais da doutrina cristã reformada. Pouca atenção dão para outros pontos igualmente importantes: espiritualidade bíblica, vida de oração, evangelismo consciente e determinado e planejado. Acho que uma coisa não exclui a outra. Aliás, creio que a doutrinação bíblica sempre será evangelística, e que o evangelismo bíblico é sempre doutrinário. "Pregação", disse Spurgeon, "é teologia saindo de lábios quentes".

9. Alguns pastores reformados ficam tão presos pela doutrina da depravação total que não sabem mais como convidar pecadores a crerem em Jesus Cristo. Temos medo de parecer arminianos se ao final da mensagem convidarmos os pecadores a receberem a Cristo pela fé, ou mesmo se, durante a pregação, pressionarmos as pessoas a tomarem uma decisão. O fantasma de Finney, o presbiteriano criador do sistema de apelos, assombra e atormenta os pregadores reformados, que chegam ao final da mensagem e não sabem como aplicá-la aos pecadores presentes sem parecer que estão fazendo apelação. Ficam com receio de parecerem pentecostais se durante a pregação falarem de forma mais coloquial, falar de forma direta às pessoas, se emocionarem ou ficarem fervorosos, ou mesmo se gesticularem demais e andarem no púlpito. Acho que se os pregadores reformados parecessem mais humanos e naturais, mais à vontade nos púlpitos, despertariam maior interesse das pessoas.
10. Creio, por fim, que ao reagirem contra os excessos do pentecostalismo quanto ao Espírito Santo, muitos reformados ficaram com receio de orar demais, se emocionar demais, jejuar, fazer noites de vigília, pregar nas praças e ruas e de pedirem a Deus que conceda um grande avivamento espiritual em suas igrejas. Só tem uma coisa da qual os reformados têm mais medo do que parecer arminianos, que é parecer pentecostais. Aí, jogamos fora não somente a água suja da banheira, mas menino e tudo! Acho que se houvesse mais oração e clamor a Deus por um legítimo despertamento espiritual, veríamos a diferença.

Pedi a alguns amigos meus, reformados, que criticassem esse post, antes de publicá-lo. Um deles me escreveu:

"Gostei mesmo. Me irrita o espírito de 'seita sitiada' tão comum em nosso meio [reformado]; a idéia de que a vocação da igreja é defender uma fortaleza. Somos rápidos para criticar, mas tão tardos em propor alternativas"

Acho que ele resumiu muito bem o ponto.

Não tenho respostas prontas nem soluções elaboradas para o nanismo eclesiástico. Todavia, creio que passa por um genuíno quebrantamento espiritual entre os pastores, que nos humilhe diante de Deus, nos leve a sondar nossa vida e ministério, a renovar nossos compromissos pastorais, a buscar a plenitude do Espírito Santo e a buscar a Sua glória acima de tudo.

Seu sermão "AQUI"



Mais descobertas interesantes
______________________________________________________________
Arqueologia: Cabeça de estátua de Ramsés II descoberta no delta do Nilo
26 de Setembro de 2008, 11:54



Cairo, 26 Set (Lusa).- Arqueólogos egípcios descobriram uma cabeça de granito pertencente a uma estátua de Ramsés II no Delta do Nilo (norte do Egipto), informou quarta-feira o Conselho Superior de Antiguidades (CSA) em comunicado, segundo a EFE.

A peça foi encontrada num sítio arqueológico em Tell Basta, na província de Sharquiya, e estava enterrada a 1,5 metro de profundidade, afirmou o ministro da Cultura do Egipto, Farouk Hosni.

Hosni também afirmou que os arqueólogos egípcios encontraram a cabeça quando realizavam escavações na região.

"Os estudos iniciais demonstram que a cabeça da estátua pertence ao faraó Ramsés II, tem traços definidos e o nariz e o queixo estão partidos", declarou Hosni.

Por outro lado, o secretário-geral do CSA, Zahi Hawas, afirmou que "as escavações neste sítio podem levar à descoberta de um templo de Ramsés II com os restos da estátua, que pode ter até 4,5 metros de altura".

Tell Basta é um dos sítios arqueológicos mais importantes da região do Delta do Nilo, um conjunto de ruínas que indica o local da antiga Bubastis.

Segundo o historiador grego Heródoto, Bubastis - capital egípcia durante a 22ª dinastia - era considerada a cidade mais culta do Egipto. Aí se venerava a deusa Bastet, representada pela figura de uma mulher com a cabeça de gato.

A TERRÍVEL CARESTIA



A TERRÍVEL CARESTIA CAUSADA PELA LOCUSTA E PELA SECA


1 PALAVRA do SENHOR, que foi dirigida a Joel, filho de Petuel.
2 Ouvi isto, vós anciãos, e escutai, todos os moradores da terra: Porventura isto aconteceu em vossos dias, ou nos dias de vossos pais?
3 Fazei sobre isto uma narração a vossos filhos, e vossos filhos a seus filhos, e os filhos destes à outra geração.
4 O que ficou da lagarta, o gafanhoto o comeu, e o que ficou do gafanhoto, a locusta o comeu, e o que ficou da locusta, o pulgão o comeu.
5 Despertai-vos, bêbados, e chorai; gemei, todos os que bebeis vinho, por causa do mosto, porque tirado é da vossa boca.
6 Porque subiu contra a minha terra uma nação poderosa e sem número; os seus dentes são dentes de leão, e têm queixadas de um leão velho.
7 Fez da minha vide uma assolação, e tirou a casca da minha figueira; despiu-a toda, e a lançou por terra; os seus sarmentos se embranqueceram.
8 Lamenta como a virgem que está cingida de saco, pelo marido da sua mocidade.
9 Foi cortada a oferta de alimentos e a libação da casa do SENHOR; os sacerdotes, ministros do SENHOR, estão entristecidos.
10 O campo está assolado, e a terra triste; porque o trigo está destruído, o mosto se secou, o azeite acabou.
11 Envergonhai-vos, lavradores, gemei, vinhateiros, sobre o trigo e a cevada; porque a colheita do campo pereceu.
12 A vide se secou, a figueira se murchou, a romeira também, e a palmeira e a macieira; todas as árvores do campo se secaram, e já não há alegria entre os filhos dos homens.
13 Cingi-vos e lamentai-vos, sacerdotes; gemei, ministros do altar; entrai e passai a noite vestidos de saco, ministros do meu Deus; porque a oferta de alimentos, e a libação, foram cortadas da casa de vosso Deus.
14 Santificai um jejum, convocai uma assembléia solene, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do SENHOR vosso Deus, e clamai ao SENHOR.
15 Ai do dia! Porque o dia do SENHOR está perto, e virá como uma assolação do Todo-Poderoso.
16 Porventura o mantimento não está cortado de diante de nossos olhos, a alegria e o regozijo da casa de nosso Deus?
17 As sementes apodreceram debaixo dos seus torrões, os celeiros foram assolados, os armazéns derrubados, porque se secou o trigo.
18 Como geme o animal! As manadas de gados estão confusas, porque não têm pasto; também os rebanhos de ovelhas estão perecendo.
19 A ti, ó SENHOR, clamo, porque o fogo consumiu os pastos do deserto, e a chama abrasou todas as árvores do campo.
20 Também todos os animais do campo bramam a ti; porque as correntes de água se secaram, e o fogo consumiu os pastos do deserto. __(Extraido da bíblia)

PROMESSA DA EFUSÃO DO ESPÍRITO

PROMESSA DA EFUSÃO DO ESPÍRITO

E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.
E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.
O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR.
E há de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o SENHOR, e entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar.

(Livro de Joel cap 2 vers 20 ao 32)

Época de "Jesus" mapeamento

The Scriptures


The Scriptures

We believe that the Scriptures, both the Tenach and the Brit Hadasha (New Testament), are fully inspired and God’s complete revelation to mankind. The 66 books of the Bible are true and authoritative in everything they speak of. We derive our doctrine from the teachings of God’s Word, the Bible, and not from the traditions of men.

God

We affirm the Shema: "Hear, O Israel! The Lord our God, the Lord is One." The Hebrew word for "one" implies compound unity. God is one but has manifested Himself in three separate and distinct persons. Hence, we believe that God is a Tri-unity: Father, Son, and Holy Spirit. God is the creator of all things. He is infinite and perfect, eternally existing in three equal persons, each possessing the nature of deity, as well as the characteristics of personality

We believe God is Father over all creation, and thus its sovereign ruler; Father of Israel, whom He has chosen as His unique people; Father of Messiah Yeshua, whom He sent to redeem mankind; and Father of all who trust in His gracious provision.

We believe that God the Son became flesh in the person of Yeshua (Jesus) of Nazareth, the promised Messiah of Israel, who was conceived of the Spirit of God and born of the Jewish virgin, Miriam (Mary). We believe in His full deity and full humanity, His sinless life, and His miracles. We believe that Messiah Yeshua died as the sacrifice for man’s sin. He will return in glory establishing His literal kingdom on earth.

We believe the Ruach HaKodesh (The Holy Spirit) is a person. He possesses all the distinct attributes of deity and personality, hence He is God. We believe that the Spirit of God regenerates, seals, and helps the believer live a holy life. At the moment of salvation, every believer is baptized with the Spirit into the body of Messiah and is permanently indwelt by the Spirit.

Salvation

We believe that anyone, whether Jewish or Gentile, who by faith genuinely trusts Messiah Yeshua as Savior and Redeemer is immediately forgiven of sin and becomes a child of God. This salvation is not the result of any human effort, merit or works, it is the gift of God.

The Body of Messiah

We believe that all true believers in Yeshua are members of the universal community(body) of the Messiah. This community of Messiah began at Shavuot (Pentecost) with the coming of the Holy Spirit after the ascension of Yeshua. Membership in the body is based solely on faith in Messiah. It is distinct from Israel and is composed of both Jews and Gentiles dwelling in unity in Messiah.

Israel

We believe Israel is God’s special people, distinct from the body of Messiah, chosen by Him to be a holy nation and a kingdom of priests. The election of Israel is irrevocable. We believe the Abrahamic Covenant is an irrevocable, unconditional covenant God made with Jewish people. This covenant provides title to the land of Israel for the Jewish people and promises a descendant (the Messiah) who would come to redeem Israel and bless the entire world.

The Believer and the Law of Moses

We believe the Law of Moses as a rule of life has been fulfilled in the Messiah and therefore believers are no longer under it’s obligation or condemnation. However, both Jewish and non-Jewish believers have the freedom in Messiah to maintain those aspects of the Law of Moses which do not violate the entirety of the rest of scripture. For Jewish believers, these observances are intrinsically biblical expressions of a God-given Jewish identity and a means of fulfilling their responsibility to testify of God’s faithfulness to the entire world. For Gentile believers, it is a means of identifying with the Jewish community and expressing the Jewish roots of their faith.

Last Things

We believe in the personal, bodily, visible, and pre-millennial return of the Lord Yeshua. At that time He will totally restore Israel to her own land and bring the whole world to the knowledge of God.

This page, "WHAT WE BELIEVE", is a summary of the official Congregational "Doctrinal Statement".

. The full ‘Doctrinal Statement’ has scripture citation in support of the points above.

Emoções negativas( INGLÊS )


Uma técnica para eliminar emoções negativas

Este post não confirma nem desmente, apenas mostra uma suposta forma de eliminar a ansiedade, negatividade, etc., no mínimo curiosa. É um vídeo sobre uma área chamada EFT - Emotional Freedom Technique, que muitos acreditam. É curioso que o apresentador apresenta um exercício para atingir os resultados, mas ao mesmo tempo aconselha as pessoas a beberem muita água. Como se sabe, 70% das irritações das pessoas são causadas pela reacção do corpo à falta de água.

HUMANITARIAN CONCERNS


The design, construction and operation of the Security Fence aim to balance the imperative to protect innocent lives from terror with the humanitarian needs of the local Palestinian population. Israel's government realizes that the construction of the Security Fence can introduce hardship into the lives of innocent Palestinians and regrets those hardships. All attempts to minimize such problem have been and will continue to be made. The matrix of civilian bonds and ties- economic, educational, medical etc, between Palestinian villages and cities has been thoroughly examined as well as the way they were affected by the construction of the Security Fence. One of these place is near Qulquilya and as a result, an underground tunnel has been constructed to provide free, unhindered traffic between Qulquilya and Hable and its adjunct villages. Hable underground tunnel as seen from the upper road. Israel has made substantial efforts to ensure the continuous flow of humanitarian aid to the Palestinian population, both during and after the construction of the Security Fence. In addition, a deliberate attempt has been made to minimize intrusions into the every day lives of citizens both within Israel as well as in areas controlled by the Palestinian Authority. Many modifications in both the route and the construction of the fence were undertaken for humanitarian considerations, many of these at a financial and operational detriment to the Israeli government. Below is a list of humanitarian concerns taken into consideration in relation to the Security Fence: Using state land wherever possible Wherever possible, the fence is built on state- owned, rather than private lands. This is done to minimize land seizures and the disruptions they may cause to residents. Providing access to farmland An attempt has been made to avoid separating landowners from their lands. In circumstances where such a separation is unavoidable, agricultural gates have been built, which allow the farmers to cross into their land. These gates are manned and operated by the IDF. The functionality of the gates is coordinated with the local population in each area. In the future with the issue of new smart cards, access to the lands through the agricultural gates will not require military presence. Continuing access into Israel Artist's concept of Shaar Ephraim terminal that will become operational in September 2005. Click to enlarge Protecting Palestinians property owners Israel has tried to avoid including Palestinians villages on the Israeli side of the fence. The fence system does not annex territories to the State of Israel, nor does it change the status of the residents of the region. Owners of the property used for the fence are offered rent for the use of their land and for the loss of crops. If they are not satisfied with the location of the fence or the compensation they are offered, property owners have full and speedy recourse in a court of law. Continuing access into Israel for employment and commerce Because a large number of residents of the Palestinians territories work and conduct commerce in Israel, and many Israeli citizens conduct business in the territories, the planning for the fence system includes a number of crossings allowing two- way pedestrian and vehicle passage. These crossings will facilitate inspections of people and goods across the fence, like those present at many international borders. Such inspections are necessary to maintain security, however, in their new configuration; they will employ advanced technological systems that will minimize the human friction. External view of the Crossings under construction Inside view of the Crossing under construction. Inside view of the Crossing under construction. 5 Commercial terminals are being constructed to allow efficient transfer of large quantities of goods between Israel and the territories. The first two commercial terminals will be operational by July 2005. On January 16th 2006, the Ministry of Defense assumed responsibility over Shaar Ephraim Crossing Point and started operating it with civilians instead of soldiers On February 2006 it assumed responsibility over the Shaar Ephraim Goods Terminal and a month later over the Gilboa Terminal as well. This process will continue and will include all 34 Crossing Points. *This page was last updated on 31.01.2007* Copyright © 2003, The State of Israel. All Rights Reserved.
____________________________________________________________________

WELCOME to the website of the
ASSOCIATION of MESSIANIC CONGREGATIONS (AMC).

This site contains many pages of evidences showing that Yeshua (Jesus) is the Messiah promised in the Jewish Bible and resources to teach and promote sound Biblical beliefs within our Messianic movement. We desire to encourage both Jewish & Gentile believers to grow in their faith, their understanding of grace, and walk with Messiah. Although just 3 years old, AMC is already home for 12 like minded Congregations who share these values. We are now in the process of developing strategy and resources to help in building our movement. We feel that we have something unique to contribute, while valuing the contributions of all who have been used of God to help build our Messianic Movement. This site is relatively new, but we've started to add teaching articles to the Index Pages at left. And don't leave without seeing our: Yiddish Page

______________http://www.messianicassociation.org/___________________________________________________________


MINHAS IMAGENS


Windows Live Spaces

Jeová é o seu nome


UM DEUS REVELADO DISTANTE E SOMENTE EXCLUSIVO PARA UM DETERMINADO POVO, NA COMPREENÇÃO DA BÍBLIA UM DEUS QUE AOS POUCOS É REVELADO NO DECORRER DAS PÁGINAS SAGRADAS. JEOVÁ É O NOME REVELADO, MAS QUE TAMBÉM, ADQUIRE MUITOS NOMES NO DECORRER DA HISTÓRIA.

Aleluia de Haendel ( VIDEO )





QUERO RENASCER (Oração )

Deus, não consintas que eu seja
o carrasco que sangra as ovelhas,
nem uma ovelha nas mãos dos algozes.
Ajuda-me a dizer sempre a verdade
na presença dos fortes, e jamais dizer mentiras
para ganhar os aplausos dos fracos.
Meu Deus ! Se me deres a fortuna,
não me tires a felicidade;
se me deres a força, não me tires a sensatez;
se me for dado prosperar, não permita que eu
perca a modéstia, conservando apenas o
orgulho da dignidade.
Não me deixes ser atingido pela ilusão da
glória, quando bem sucedido e nem
desesperado quando sentir insucesso.
Lembra-me que a experiência de um fracasso
poderá proporcionar um progresso maior.
Ó Deus ! Faze-me sentir que o perdão é maior
índice da força, e que a vingança é prova de
fraqueza.
Se me tirares a fortuna, deixe-me a esperança.
E quando me ferir a ingratidão e a
incompreensão dos meus semelhantes, cria em
minha alma a força da desculpa e do perdão.
Senhor, se eu Te esquecer, Te peço, nunca Te
esqueças de mim !

**---**---**---**---**---**---**---**---**---**-*
Deus é contigo...
Tenha fortaleza de ânimo, para resistir
a todos os embates e tempestades do caminho.
Não se iluda: mesmo a estrada do bem está cheia
de tropeços e dificuldades... Continue, porém!
Não dê ouvidos às pedras colocadas pela inveja,
pelos ciúme, pela intriga...
Marche de cabeça erguida, confiantemente,
e vencerá todos os obstáculos da caminhada.
E, se for ferido, lembre-se de que as cicatrizes
serão luzes que marcarão a sua vitória.
Pois verdadeiramente Deus é contigo e nunca te desampara.
**---**---**---**---**---**---**---**---**---**-*
Evangelista "Romão somente "servo"



Crianças e Adolescentes Desaparecidos
Por que eles somem?

Certamente, essa é a pergunta efetuada por quem desconhece as causas que provocam o desaparecimento de crianças. De acordo com estatísticas, a fuga é responsável por cerca de 66% dos casos. Alcoolismo e outras drogas, xingamentos exacerbados, abuso-sexual e espancamentos são, entre outros, motivos que provocam a fuga da criança e/ou adolescente do seio familiar. No entanto, a fuga tende a piorar a situação. Os problemas enfrentados em casa podem multiplicar-se na convivência com elementos desconhecidos.
Ao invés de fugir, é preciso procurar ajuda. Conselhos Tutelares, juizados da infância e juventude, orientadores pedagógicos, professores e diretores da rede escolar são algumas das alternativas de apoio que o jovem pode buscar.


Percentual aproximado de ocorrências:
*Fuga: 66%
* Subtração de incapaz 8,50%
(seqüestro efetuado por pai ou mãe que perde a guarda do filho)
*Rapto por estranho 7,30%
(acredita-se que ocorra o tráfico de crianças e/ou órgãos humanos)
*Perdidos 16,50%
(negligência e imprudência dos responsáveis)
*Outros 1,70%

*Números aproximados, conforme estatísticas do Programa SOS Crianças Desaparecidas - RJ

Olhai para os lírios do campo


E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. (Mateus cap 6 vers 28 até o 34) somente servo

ORAÇÃO DA CRIANÇA


Ajuda-me agora, para que eu te auxilie depois.
Não me relegues ao esquecimento, nem me
condenes à ignorância e à crueldade.
Venho ao encontro de tua aspiração,
de teu convívio, de tua obra.
Em tua companhia estou na condição
da argila nas mãos do oleiro.
Hoje, sou sementeira, fragilidade, promessa...
Amanhã, porém, serei tua própria realização.
Corrige-me, com amor, quando a sombra do erro
envolver-me o caminho, para que a confiança
não me abandone.
Protege-me contra o mal.
Ensina-me a descobrir o bem.
Não me afastes de Deus e ajuda-me a conservar
o amor e o respeito que devo às pessoas,
aos animais e às coisas que nos cercam.
Não me negues tua boa vontade,

teu carinho e tua paciência.

Tenho tanta necessidade to teu coração,
quanto a plantinha tenra precisa da
água para prosperar e viver.
Dá-me tua bondade e dar-te-ei
cooperação. De ti depende que eu seja
pior ou melhor amanhã.

A arte do Egito no tempo dos Faraós


Entre os meses de maio e julho a cidade de São Paulo será palco da exposição pioneira. Trata-se da mostra "A Arte no Egito no Tempo dos Faraós", em que pela primeira vez estarão expostas no Brasil 56 peças da milenar civilização do Egito Antigo, trazidas diretamente do acervo do Museu do Louvre em Paris.
A exposição faz um panorama da arte durante 3.000 anos de uma das primeiras civilizações da história.
Inserido no contexto do Modo de Produção Asiático, o Egito antigo conviveu com as outras civilizações localizadas nas proximidades do Mediterrâneo Oriental consideradas as primeiras da história, como as que se desenvolveram na Mesopotâmia e na Palestina, além de fenícios e persas.
O estudo da história egípcia nos tempos modernos, começou com a descoberta da pedra de Rosetta e a interpretação dos hieróglifos pelo historiador francês Jean François Champollion (1790-1832), que em 1826 pediu ao rei Carlos X, da França, para começar uma coleção de antiguidades egípcias no Louvre, que hoje conta com mais de 60 mil itens.
A evolução política do Egito tem como antecedente a formação dos nomos (pequenas unidades políticas formadas pelas comunidades sedentarizadas nas margens do rio Nilo), que se unificaram formando dois reinos distintos no sul e no norte.
Por volta de 3200 a.C. o faraó Menés conseguiu unificar os dois reinos, estabelecendo a capital em Tinis, o que marca o início da fase do Antigo Império Egípcio. Nessa fase, entre 2700 e 2600 a.C., foram construídas as gigantescas pirâmides de Gizé, atribuídas aos faraós Queóps, Quefrém e Miquerinos e a capital do império foi transferida para Menfis.
Após um breve período em que perderam parte do poder para os nomarcas, os faraós voltaram a se fortalecer, iniciando o Médio Império, que partindo da nova capital Tebas, conquistou a Palestina e a Núbia. Esse período é também marcado pela chegada dos hebreus em 1800 a.C. e pela invasão dos hicsos, que dominaram o Egito até o início do Novo Império em 1580 a.C.

LOCAL E DATA DA EXPOSIÇÃO
Museu de Arte Brasileira da FAAP,
Rua Alagoas, 903
Tel. (11) 3662-1662
De terça a sexta, das 10h às 21h.
Sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.
Entrada gratuita

O Vale do Cédron


O Vale do Cédron (em língua hebraica: נחל קדרון, em língua árabe: وادي الجز “escuro”. Uádi en-Nar ou Wadi al-Joz (“uádi de fogo”) - O nome moderno, que se aplica à parte inferior do vale, indica que é quente e seco na maior parte do tempo. É um vale próximo de Jerusalém, descrito pela Bíblia como tendo grande significado. Também chamado de Vale da Torrente do Cédron, devido a um fluxo continuo de correntes de águas por ocasião de enchente repentina nos meses de inverno chuvosos.

O Vale do Cédron se estende ao longo do muro oriental de Jerusalém, separando o Monte de Templo do Monte das Oliveiras. Continua ao leste pelo Deserto da Judéia, em direção ao Mar Morto. O Israeli settlement de Kedar (cidade), está situado num cume sobre o vale. O bairro de Uádi Al-Joz recebe o nome de árabe do vale.

O Vale é o local de muitos túmulos judaicos, inclusive o Pilar de Absalão, a tumba de Bene Hezir, e o Túmulo de Zacarias. Certa vez, a água da Fonte de Giom fluiu pelo vale, mas foi desviado pelo Túnel de Ezequias para prover água a Jerusalém. Atualmente permanece sem água mesmo no inverno.
_____________________________________________________________________________________________________
spectos da 44ª Parashá Devarim דברים ou, PALAVRAS

23/07/2007 - 05:32 — dellova
por Rav J. Pietro B. Nardella-Dellova § O Texto da Parashá está em Devarim (Deuteronômio) 1: 1 até 3: 22 § O Texto para Haftará está em Yeshayahu (Isaias) 1: 1-27 e 2; Mijá (Miquéias) 5: 2-15 OS PRINCIPAIS ASPECTOS SÃO: o As palavras de Moshé rabeinu a todo Yisrael preparando-o para a terra– 1: 1 e ss; o A distância entre Sinai e Kadesh Barnea é de 240 Kms (distância de 11 dias) – 1:2; o Moshè falou estas palavras no dia 1º de Shevat, 2488 (18/1/1273 a.e.c.) – 1: 3; o A lembrança da punição dos “40 anos de deserto” – 1: 1-45; o Relembrando: “...Eu sozinho não posso conduzi-los...”: nomeação dos auxiliares (homens sábios, inteligentes e conhecidos) – 1: 9-18; o Relembrando: “...mandemos homens adiante de nós para que espiem a terra e nos digam...” – 1: 19-25; o Relembrando: “...porém não quisestes subir, mas fostes rebeldes à ordem de Adonai...” – 1: 26-33; o Relembrando: “...nenhum homem dessa má geração verá a boa terra que eu jurei dar a seus pais...” “...vocês devem voltar e dirigir-se ao deserto...” – 1: 34-40; o Relembrando: “...pecamos contra Adonai...” – 1: 41-46; o Encontrando os descendentes de Esaú – 2: 1-8; o Encontrando os descendentes de Lot: Moab – 2: 8-16; o Encontrando os descendentes de Lot: Amon – 2: 17-30; o Últimos acontecimentos no deserto – 2: 31-37 e 3: 1-22 MEDITAÇÃO: JEJUM DE TISHÁ BE-AV (9 de Av) Noite de Oração, leitura das Ejá (Lamentações), pedido pela chegada do Mashiach que conduzirá os seus para Eretz Yisrael. · Em 9 de Av, 586 a.e.c deu-se a destruição do 1º Templo por Nabucodonosor II. · Em 9 de Av, 70 e.c. deu-se a destruição do 2º Templo por Tito, general romano. · Em 9 de Av, 135 e.c., Bar-Kokhbá foi derrotado por Júlio Severo. Em Yerushalaim foi erguida a Aelia Capitolina, com um templo em honra a Jupiter e a estátua de Adriano. · Em 9 de Av, 1096 e.c., perseguições e difamações contra judeus e a destruição das comunidades judaicas de Speyer, Worms, Mainz e Koenigsberg. · Em 9 de Av de 1492, Fernando e Isabel decretaram a expulsão dos judeus das Espanha. · Em 9 de Av de 1914, deflagrou-se a 1ª Guerra Mundial, e começaram as perseguições do Séc. XX contra os judeus, culminando na morte de 6 milhões de judeus na 2ª Guerra. Nas bênçãos do Eterno e na Esperança do Mashiach, preparada em 19 agosto 2005 – 14 de Av, 5765 Rav J. Pietro B. Nardella Dellova

Vale do cedron (video)

Meditação

MAIS PERTO DE TI OH DEUS QUERO ESTAR SHALLON,PAZ__
NADA É TÃO INSIGUINIFICANTE QUE NÃO MEREÇA INPORTÂNCIA O BELO ESTÁ NO AMOR O FEIO VEM DA ARROGÂNCIA DOS HOMENS OBSERVE A NATUREZA NÃO É BELA?SEJA PARTE DE DEUS E DESCUBRIRÁS.

Livro interessante


Jesus, um Judeu da Galiléia

Em Jesus, um judeu da Galiléia, Sean Freyne explica muitos dos dados e do comportamento de Jesus em relação ao seu contexto na Galiléia. O leitor é convidado a uma viagem através da Palestina na perspectiva de Jesus, olhando aquele mundo com os olhos de um judeu plenamente educado nas suas tradições. Este trabalho é enriquecido pelo detalhado e amplo conhecimento que o autor tem das fontes literárias e arqueológicas. (Paulus)

Manda quem pode, obedece quem tem juizo

provebios CAP 2(Deus aconselha o seu povo ele manda porque pode, obedece quem tem juizo)

1 FILHO meu, se aceitares as minhas palavras, e esconderes contigo os meus mandamentos,
2 Para fazeres o teu ouvido atento à sabedoria; e inclinares o teu coração ao entendimento;
3 Se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz,
4 Se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares,
5 Então entenderás o temor do SENHOR, e acharás o conhecimento de Deus.
_____________________________________________________________________________________________________________________
PROVÉRBIOS 3 cap escrito está;

1 OUVI, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes a prudência.
2 Pois dou-vos boa doutrina; não deixeis a minha lei.
3 Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe.

5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca.
6 Não a abandones e ela te guardará; ama-a, e ela te protegerá.
_____________________________________________________________________________________________________________________
O AMOR E SABEDORIA DE Deus e a rebeldia do homem;

PROVÉRBIOS 11 escrito está

25 A alma generosa prosperará e aquele que atende também será atendido.
26 Ao que retém o trigo o povo amaldiçoa, mas bênção haverá sobre a cabeça do que o vende.
27 O que cedo busca o bem, busca favor, mas o que procura o mal, esse lhe sobrevirá.
28 Aquele que confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a folhagem.
_____________________________________________________________________________________________________________________
PROVÉRBIOS 11 escrito está; Quem faz o bem ama a Deus



11 Pela bênção dos homens de bem a cidade se exalta, mas pela boca dos perversos é derrubada.
12 O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado.
13 O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.
14 Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança.
15 Decerto sofrerá severamente aquele que fica por fiador do estranho, mas o que evita a fiança estará seguro.
16 A mulher graciosa guarda a honra como os violentos guardam as riquezas.
17 O homem bom cuida bem de si mesmo, mas o cruel prejudica o seu corpo.

A lição do miolo de pão


Um casal tomava café no dia das suas bodas de ouro. A mulher passou a manteiga na casca do pão e deu para o seu marido, ficando com o miolo. Pensou ela: - Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais meu marido e, por 50 anos, sempre lhe dei o miolo.

Mas hoje quis satisfazer o meu desejo". Para sua imediata surpresa o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse: - Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante 50 anos, sempre quis comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, eu jamais ousei pedir ! Assim é a vida... Muitas vezes nosso julgamento sobre a felicidade alheia pode ser responsável pela nossa infelicidade... Diálogo, franqueza, com delicadeza sempre, são o melhor remédio ( Pense nisto ).

O melhor da música evangêlica.

Tumba do Rei Herodes é encontrada

TESTEMUNHO ANDRESSA DE JESUS

Eu poderia falar as línguas dos homens, e até a dos anjos, mas se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o barulho do gongo ou o som do sino. Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento, entender todos os segredos, e ter toda a fé necessária para tirar as montanhas dos seus lugares; mas se não tivesse amor, eu não seria nada. Poderia dar tudo o que tenho, e até entregar o meu corpo para ser queimado; mas se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada. O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Não é grosseiro, nem egoísta. Não se irrita, nem fica magoado. O amor não se alegra com o mal dos outros, e sim com a verdade, O amor nunca desanima, mas suporta tudo com fé, esperança e paciência. O amor é eterno. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor. Porém o maior destes é o amor. I Corintios 13

"VIRUS e DEFINIÇÕES"

Alerta e conhecimento "VIRUS e DEFINIÇÕES"

A Saga de Zaqueu

Ele desceu de tudo e de todos, Abandonou, traiu seus irmãos E brandeou pro inimigo. Resolveu sobreviver e enriquecer-se. Explorou o pobre, fez-se o maioral, Chefe de parias, o diabo de todos. E um dia, contra todas as vozes, Foi convidado para jantar. Cristo o chamou, E nunca mais foi o mesmo, Reconheceu sua desumanidade, Dividiu com os pobres, deu a metade E aos que explorou pagou quatro vezes mais Bendito seja o Cristo filho de Deus, Bendito seja o Cristo filho de Deus. Finalmente a luz brilhou, Finalmente a Lei ganhou vida E a vida ganhou razão. Bendito seja o Cristo filho de Deus, Bendito seja o Cristo filho de Deus. Que implanta justiça, restauração. E ao que volta ao pó concede libertação.

CALCULADORA

Devo esperar no senhor ?.

Os que esperam no senhor renovarão as suas forças

Saudação do Ev Romão em uma Igreja local -ouça:

O que é celibato?

A escolha do celibato religioso representa a troca de valores na vida, como deixar o casamento e as ambições pessoais pelos valores espirituais. Mas, para isso, precisamos entender o seu sentido e fundamento. Assim teremos condições de viver esta experiência sem conflitos e na presença de Deus.Nem sempre a palavra primícias esteve ligada ao celibato. Mas, pelos muitos exemplos da Bíblia, entendemos que a melhor forma de representar as primícias é abdicando aos desejos da carne para nos dedicarmos totalmente a Deus. Se o intuito do celibato é servir a Deus e viver na Verdade, esta é uma oferta especial e agradável ao Senhor.Mas este ato não deve ser forçado a ninguém, pois é um dom, uma vocação e uma opção de cada um. Todavia, aquele que for chamado por Deus e renunciar ao chamado, cometerá uma grande injustiça.O que Deus avalia em todos nós é o nosso coração e agradece a todos aqueles que se voltam a Ele com amor, fé e pureza. O chamado e a escolha dependem do propósito de servir a Deus e da capacidade moral e espiritual de cada um. Portanto, a entrega total aos preceitos de Deus é um compromisso de viver uma vida sagrada com Cristo, de oração e renúncia aos anseios carnais. Aqueles que se opõem ao celibato usam como argumento a ordem de multiplicação dada por Deus. Mas a verdade é que a propagação da raça humana foi determinada por Deus à família de Noé e, antes, a Adão e Eva, com o objetivo de atender a necessidade de povoar o mundo.Aqueles que forçam o casamento devem saber que muitas pessoas não foram feitas para este sacramento e que Deus chamou muitas delas para aproveitá-las em sua obra de forma muito especial, como celibatários ou primícias. Quando Jesus foi sacrificado na Cruz também se entregou a Deus, virando o verdadeiro e o maior exemplo de abnegação e amor.Há personagens bíblicos, como o apóstolo Paulo e João Batista, que dedicaram suas vidas para servirem a Deus. Ignoraram os aguilhões da carne para se santificarem a Deus sem restrição. E depois de tantas perseguições e discriminações, foram tidas em grande honra, pois seguiram o exemplo de Jesus Cristo.Qualquer pessoa livre (viúva ou solteira) que seja crente convertida, lavada e remida no sangue de Jesus, poderá abraçar o celibato como forma de adoração a Deus e servi-lo como primícias, desde que tenha postura varonil e sinta a capacidade de dar continuidade a sua descendência. Do contrário, não há sacrifício a ser feito. Esta pessoa deve preferir abster-se voluntariamente que se dividir entre Deus e um cônjuge. Entregar-se totalmente, de corpo e alma, ao Senhor Jesus de modo solene e declarado.A nós, compete a missão de anunciar as primícias do Senhor e até mesmo persuadir de boa fé aqueles que estão aptos, mas que ainda não foram despertados para o glorioso chamado. Isso pode ser feito por meio de constantes pregações e insistentes esclarecimentos deste santo ministério.Enquanto aguardamos a vinda do Senhor, precisamos entender que enfrentamos perigos e ameaças. Independente de qual seja o nosso estado, vêem tentações com o propósito de nos afastar, não só do Caminho da Salvação, como também da nossa missão e do nosso chamado. Não podemos ficar inertes diante de tão lindo chamado, havendo condição de abraçá-lo. Se quisermos avançar para o prêmio que nos espera, precisamos esquecer as coisas que ficaram para trás e assumir a responsabilidade para com a nossa vocação.

Resumindo: vale apena para quem se dedicar
Nossa rádio ouça "aqui"